Instituto Arapyaú apoia a Prefeitura de São Paulo na realização de evento internacional sobre inovação no setor público

A Prefeitura Municipal de São Paulo (PMSP) tem dado importantes passos para fortalecer o ambiente de inovação na cidade. Alinhada a esse esforço a Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SMIT) promoveu no início de agosto o “Encontro Internacional de Inovação em Governo” que será realizado no centro histórico de São Paulo em locais icônicos da Secretaria Municipal de Cultura: a Praça das Artes e a Biblioteca Mário de Andrade.

O Instituto Arapyaú é co-realizador do evento e já atua com a pauta de inovação no setor público por meio do programa “Cidades e Territórios”, coordenado por Marcelo Cabral. O programa apoia iniciativas que estimulam a inovação na gestão pública e a participação dos cidadãos na transformação das cidades. Entre as estratégias adotadas estão: promover a criação, o financiamento e a ampliação do uso de soluções inovadoras nas prefeituras, para a promoção da sustentabilidade nas cidades; articular redes e iniciativas que viabilizem mudanças no ambiente regulatório e ampliem a inovação nos municípios; e apoiar parcerias que mobilizem a sociedade civil e influenciem tomadores de decisão nas agendas de sustentabilidade urbana, democracia participativa e gestão pública. 

O gerente do programa, Marcelo Cabral, palestrou na mesa de debates sobre “Como o Investimento social privado pode ampliar o impacto na inovação governamental?”. Nela destacou como o terceiro setor deve trabalhar com os governos locais, com uma agenda de longo prazo e construída conjuntamente: “Ninguém faz inovação sozinho. Organizações não-governamentais podem trazer insumos valorosos e criar oportunidades de experimentação aos municípios”, diz Cabral.

O encontro, organizado pelo (011).lab, o laboratório de inovação em governo da Prefeitura de São Paulo, dá continuidade ao primeiro encontro de laboratórios de inovação realizado em novembro de 2018, em Brasília, em parceria com o GNova, laboratório de inovação da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP). 

Nesta nova agenda, reuniu servidores públicos, especialistas da academia e do terceiro setor, de 12 Estados do Brasil e 10 países diferentes. Desta forma, o encontro se propôs a incentivar a troca de experiências sobre inovação no setor público a partir da prática e casos concretos. Entre as presenças internacionais estiveram presentes representantes do Laboratorio de Gobierno do Chile, do LabGobAr da Argentina, do SantaLab de Santa Fé na Argentina, do MVDLab de Montevideo no Uruguai, da unidade de inovação nacional do Perú, do Centro de Inovação Social do governo de Nariño na Colômbia, do Laboratório de Serviços Públicos de Bogotá da Colômbia, da Equipe de Inovação Pública (EiP), Departamento Nacional de Planejamento, DNP, da Colômbia, do Laboratorio de Inovação da Costa Rica, do Laboratório de Inovação Urbana de Montreal no Canadá, e do LabX do Portugal. 

Além disso, mais de 20 laboratórios e unidades de inovação marcaram presença, bem como grandes nomes atuantes em gestão pública e governo, como Gabriela Lotta, professora da Fundação Getúlio Vargas; Francisco Gaetani, conselheiro do Instituto República (Brasil) e ex-presidente da ENAP e ex-secretário executivo do Ministério do Planejamento; Guilherme Almeida, diretor de Inovação e Gestão do Conhecimento da ENAP; e Beatriz Pedreira do Instituto Update.